"Não pode ser possível achar que é possível conviver com estas condições de vida sem nenhum dos valores europeus associado”.

A eurodeputada e candidata presidencial do Bloco de Esquerda relatou

“De certa maneira surpreendeu-me a calma, a organização, a forma como as pessoas se tentam organizar em comunidade, em circunstâncias abaixo de qualquer condição de dignidade humana. Mas obviamente não me descansa, não me resigna e é preciso vir aqui, vir aos sítios, não é só falar sobre as pessoas, é falar com as pessoas”




“Aqui é mais um monumento à hipocrisia. Temos uma União Europeia que manda bombas para a Líbia, para a Síria, para o Iraque, e para o Afeganistão e depois quando se trata de arcar com as consequências, assobia para o lado”