A uma semana do cessar-fogo acordado para a Síria os bombardeamentos continuam. Vídeos amadores publicados nas redes sociais este domingo registaram os momentos de vários ataques aéreos. As imagens podem chocar as pessoas mais sensíveis.

Há uma cortina de fumo que se levanta depois da queda de bombas despejadas por aquilo que será um helicóptero do regime sírio em Ghouta, nos arredores de Damasco.

Um cenário de destruição que também terá ocorrido na cidade de Talbiseh, província de Homs a quase 200 quilómetros da capital síria e que terá sido levado a cabo pela aviação russa.

Bombardeamentos russos que estarão na origem da morte de cinco pessoas, incluindo uma criança à frente de uma escola no norte de Aleppo, a casa de vários bastiões rebeldes.

São momentos registados por vídeos amadores e publicados nas redes sociais após o próprio primeiro-ministro da Rússia Dimitri Medvedev ter rejeitado a hipótese de uma intervenção direta no terreno.

A uma semana de um eventual cessar-fogo acordado na passada sexta-feira entre os líderes ocidentais e a Rússia, os bombardeamentos aparentam continuar na Síria, um país onde a guerra civil se prolonga há cinco anos causando a morte de centenas de milhares de pessoas e a fuga de milhões.