O presidente em exercício da Ucrânia, Oleksandr Turchynov, anunciou que as forças especiais do país recuperaram a sede dos serviços de segurança de Donetsk, onde se tinham concentrado separatistas pró-russos, que chegaram a declarar a independência unilateral da região.

A operação decorreu sem que se registassem baixas, segundo infomou o gabinete de Turchynov.

Os manifestantes que ocuparam os edifícios na cidade de Donetsk tinham afirmado que pretendiam um referendo para criar a República Separatista de Donetsk.