O Irão atingiu a temperatura mais alta de sempre, na quinta-feira, com os termómetros a marcarem entre 53,7 a 54 graus Celsius na cidade de Ahvaz, no sudoeste do país. Além de ser um recorde nacional absoluto para o Irão, é também a temperatura mais alta registada durante o mês de junho no continente asiático.

Etienne Kapikian, meteorologista da agência francesa "Météo France" chamou a atenção para as temperaturas atingidas no país através de uma publicação no Twitter.

Os serviços meteorológicos do Irão foram mais longe e afirmaram que os termómetros chegaram mesmo a marcar os 129.2 graus Fahrenheit, o equivalente aos redondos 54 graus Celsius. Um valor confirmado pela empresa norte-americana de previsão meteorológica Weather Underground também confirma 54 graus às 16:51 e às 17:00 locais em Ahvaz, noticia a CNN.

Caso se venha a confirmar, esse será o segundo recorde do dia mais quente da história do planeta, escreve o jornal britânico The Independent. O dia mais quente da história do planeta aconteceu em 1913 no estado norte-americano da Califórnia, mais concretamente em Death Valley, onde as temperaturas chegaram aos 57 graus Celsius.

Num relatório publicado o ano passado, a Organização das Nações Unidas (ONU), através da Organização Meteorológica Mundial (OMM), indicava que 2016 bateu todos os recordes de temperatura. O mesmo documento indicava que 2017 mantinha a mesma tendência e que o clima mundial entrou em “território desconhecido”. De acordo com os cientistas, os modelos criados nas últimas décadas para examinar o comportamento da atmosfera estão ultrapassados face aos fenómenos extremos que se registam no planeta.