Pelo menos 19 pessoas foram raptadas este ano em Moçambique, nove das quais na capital do país, informou esta segunda-feira o porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM), Pedro Cossa.

Falando em conferência de imprensa sobre o plano operativo da polícia moçambicana para a quadra natalícia, Pedro Cossa afirmou que a província de Maputo, sul do país, que tem uma jurisdição distinta da cidade de Maputo, registou pelo menos seis casos, Sofala, no centro, verificou três, e Inhambane, sul do país, um caso.

Sem especificar o número, Pedro Cossa afirmou que várias pessoas foram detidas e acusadas por suspeitas de envolvimento em casos de rapto, das quais 20 em Maputo.