Um video divulgado pelo jornal «La Repubblica» na quinta-feira mostra duas jovens italianas a pedir ajuda ao governo italiano.

«Estamos em perigo» é uma das frases que se ouve no vídeo entretanto colocado no Youtube.

Vanessa Marzullo e Greta Ramelli, de 21 anos, terão sido raptadas perto de Aleppo, na Síria, em agosto, quando faziam voluntariado para ajudar as vítimas da guerra civil.

A autoria do rapto é atribuída ao braço armado da al Qaeda naquele país.

No vídeo onde as jovens aparecem cobertas com túnicas negras e apenas o rosto descoberto, Greta Ramelli segura um pedaço de papel com a indicação «17.12.14, quarta-feira».

Por seu turno, Vanessa Marzullo lê um texto:

«Somos Greta Ramelli e Vanessa Marzullo. Suplicamos ao nosso governo e aos seus mediadores que nos levem para casa antes do Natal». Estamos em grande perido e podemos ser mortas. O governo [italiano] é responsável pelas nossas vidas».


O governo italiano não revelou se o vídeo é autêntico nem fez mais comentários à situação, mas o pai de uma das raparigas disse «não ter palavras» para descrever o que sentia ao ver o vídeo.