A Casa Real espanhola garantiu esta sexta-feira que não vai “forçar” um encontro público entre a rainha Letizia e a rainha emérita Sofia, para mostrar que a relação não foi afetada pelo incidente à saída da missa de domingo de Páscoa, na Catedral de Palma de Maiorca.

Fontes do Palácio da Zarzuela não confirmaram, nem desmentiram, ao El País a intenção de um evento público com as duas rainhas para ultrapassar o momento em que Letizia não deixou Sofia tirar uma fotografia com as netas. "O que tiver de acontecer, acontecerá", dizem.

As mesmas fontes admitem que a atitude de Letizia foi “mais ou menos infeliz”, mas garantem que o momento foi amplificado, até porque, logo a seguir, a família real foi almoçar junta e não houve tensão.

“A cerimónia durou quase duas horas e o que se vê são apenas uns segundos”, afirmam essas fontes da Casa Real espanhola.

Por outro lado, uma amiga de Letizia, Imma Aguilar, disse à imprensa espanhola que esta se encontra “preocupante e bastante desolada”.

"A rainha está muito comprometida com o cuidado com a sua imagem e a das suas filhas."

Recorde-se que, na sequência da divulgação do vídeo, esta quinta-feira, a rainha Letizia foi apupada e insultada por algumas pessoas, em Madrid.