Manifestantes antigovernamentais na Tailândia cercaram hoje o gabinete da primeira-ministra, Yingluck Shinawatra, para evitar que o Governo o utilize novamente, apesar das tentativas da polícia para dispersar os ativistas.

O líder dos protestos, Suthep Thaugsuban, contra quem pesam várias ordens de detenção, liderou a marcha que partiu dos acampamentos que os manifestantes ocupam há cerca de um mês no centro comercial de Banguecoque para forçar a demissão do Executivo.

A manifestação terminou em frente à Casa do Governo, onde os esperavam vários seguidores de uma fação radical dos manifestantes, cujo acampamento instalado na zona desde dezembro foi parcialmente desmantelado há três dias pela polícia.