Mais de duas dezenas de pessoas feridas é o balanço provisório de confrontos ocorridos sexta-feira no estado venezuelano de Táchira, a sudoeste de Caracas, entre estudantes da Universidade Nacional Experimental e a Polícia Nacional Bolivariana.

Segundo Carlos Casanova, reitor daquela universidade, os polícias atacaram os manifestantes que protestavam pacificamente no exterior da universidade, tendo sido utilizadas balas de borrachas e gás lacrimogéneo.

Vários estudantes construíram barricadas nas ruas da cidade de Maturín, a leste da capital.