Dezenas de prisioneiros evadiram-se, no domingo, de uma prisão de uma localidade próxima da capital haitiana, Port-au-Prince, informou a polícia.

A fuga ocorreu depois de um motim ter eclodido na prisão, segundo o porta-voz da polícia.

«Foi uma fuga espetacular. Não houve confrontos. Cerca de uma centena de prisioneiros fugiu da prisão», disse aos jornalistas um deputado que estava no local.

As autoridades capturaram 13 fugitivos.

Entre os presos em fuga encontra-se Clifford Brandt, um empresário influente preso desde 2012 por alegado sequestro e extorsão. As autoridades oferecem uma recompensa de 40.000 dólares (29.850 euros) para a sua captura.

Antes da fuga, a prisão localizada em Croix-des-Bouquets, a nordeste de Port-au-Prince, tinha 897 prisioneiros.

O estabelecimento prisional foi construído em 2012, e custou mais de 5,7 milhões de dólares (4,2 milhões de euros), tendo sido financiado pelo Canadá.

Polícia antimotim foi enviada para a zona para restaurar a ordem e o primeiro-ministro Laurent Lamothe também se deslocou ao local.