Uma mãe nos EUA, cuja filha tem síndrome de Down, lançou uma campanha na Internet para que a Disney inclua personagens com esse transtorno e outras incapacidades nos filmes infantis.

 Keston Ott-Dahl, que vive em Antioch, na Califórnia, e é mãe de Delaney, uma menina de 15 meses com síndrome de Down, é a autora da campanha «Peçamos à Disney que represente crianças com síndrome de Down nos filmes animados». O objetivo é fomentar a aceitação destas crianças pelas outras crianças.


Keston Ott-Dahl com a filha Delaney (Foto:Facebook)

 «Assim como as outras crianças, a nossa filha adora os filmes de animação. Por isso, quando a vejo fascinada com as princesas da Disney, parte-me o coração saber que não encontrará modelos como ela. As crianças com síndrome de Down também são príncipes e princesas!», declarou Keston no site da campanha.

 A petição já alcançou mais de 67 mil adesões, o número de assinaturas que se estabeleceu como objetivo para entregar o pedido ao presidente dos estúdios Walt Disney, Sean Bailey.

 «A Disney tem feito um trabalho maravilhoso desde há muito tempo para ensinar os nossos filhos a serem boas pessoas. Mas, infelizmente, a empresa peca numa área muito crítica. Os seus filmes não têm quase nenhuma representação das pessoas com deficiência, aquelas que muitas vezes sofrem provocações de outras crianças», afirma a mãe de Delaney, que, assim como outros milhares de mães, não sabe dizer quantas vezes a filha já viu «Frozen».

«Que maravilhosas lições de diversidade, compaixão e aceitação a Disney poderia ensinar aos nossos filhos se promovesse as personagens com deficiência como heróis e heroínas dos seus filmes!», concluiu.

Keston Ott-Dahl e a esposa, Andrea, têm um blog,  DelaneySkye.com, onde partilham as experiências, os desafios e as recompensas de um casal de lésbicas ao criarem uma filha com síndrome de Down.