O parque Gezi de Istambul, símbolo dos protestos antigovernamentais na Turquia, foi reaberto ao público esta terça-feira de madrugada, quando a polícia deixou a zona depois de ter dispersado manifestantes com recurso a canhões de água e gás lacrimogéneo.

Nos protestos que se concentraram sobretudo na rua Istiklal, uma artéria comercial da cidade, pelo menos uma pessoa ficou gravemente ferida e 35 foram detidas, na sua maioria membros da Ordem dos Arquitetos e de associações profissionais semelhantes.

O emblemático parque, fechado ao público desde 15 de junho, foi aberto na segunda-feira pelo governador de Istambul, Huseyin Avni Mutlu, mas acabou por ser encerrado pela polícia três horas mais tarde para impedir que os manifestantes se concentrassem ali.