Quatro guardas tunisinos foram mortos, esta madrugada, num «ataque terrorista», perto da fronteira com a Argélia, informou o ministério do Interior.

O ataque que vitimou quatro gendarmes (polícia militarizada) ocorreu numa zona onde um grupo jihadista tem presença ativa.

«O ministério do Interior anuncia que, a 18 de fevereiro, na sequência de um ataque terrorista em Boulaaba, em Kasserine, quatro heróis da Guarda nacional foram martirizados», refere um breve comunicado oficial, citado pela agência AFP.