As autoridades chinesas detiveram 21 pessoas suspeitas de um esquema Ponzi gigante que ludibriou cerca de 900.000 pessoas em mais de 50 mil milhões de yuans (sete mil milhões de euros), informou a imprensa estatal.

Lançado em 2014, o Ezubao era a quarta maior plataforma online' na China a disponibilizar empréstimos entre pessoas (P2P, 'na sigla em ingês), segundo um relatório da revista chinesa Caixin.

O retorno anual oferecido aos investidores fixava-se entre nove e 14,6%, em vários projetos, indicou a agência oficial Xinhua - um valor muito acima do rendimento garantido pelos produtos financeiros disponíveis nos bancos chineses.