As companhias aéreas japonesas vão passar a ter sempre pelo menos duas pessoas no cockpit, avançou hoje o Governo nipónico, juntando-se assim a outros países que já endureceram as regras após a queda do avião da Germanwings.

Se um dos dois pilotos tiver de abandonar o cockpit, terá de ser substituído por um assistente de bordo ou por outro piloto, mesmo que não esteja em funções, explicou o Ministério dos Transportes.

Esta regra vai entrar em funcionamento em todas as transportadoras nipónicas no prazo de uma semana.