O “chef” suíço, Philippe Rochat morreu, aos 61 anos, esta quarta-feira, enquanto andava de bicicleta. As autoridades ainda estão a investigar a causa da morte, mas tudo indica que se tenha devido a causas naturais.

Philippe Rochat estava a andar de bicicleta com outras duas pessoas quando terá tido uma indisposição e “provavelmente deve ter desmaiado”, afirmou Jean-Christophe Sauterel, da polícia de Vaud, à Swissinfo.

O “chef” era dono do restaurante L’Hôtel de Ville, em Crissier, na Suíça, onde conseguira três estrelas Michelin, entre 1996 e 2012.

Segundo a Lusa, o guia Suíço Gault et Millau deu-lhe uma nota de 19 numa escala de 20 valores e, em 2000, a edição francesa do guia considerou-o o “chef do ano”.

Philippe Rochat nasceu em 1953, em Joux Valley, na Suíça, e era considerado um dos melhores "chefs" do mundo. O treino na cozinha começou quando tinha apenas 14 anos, antes de começar a trabalhar para Frédy Girardet, considerado um dos melhores “chefs” do século XX.