Aos 116 anos, Filomena Taipe Mendonza, a mulher mais velha do Peru, cobrou, pela primeira vez, o apoio social concedido pelo estado a cada dois meses aos adultos em situação de pobreza extrema, noticia a agência Efe.

A anciã teve de usar pela pela primeira vez o seu Documento Nacional de Identidade (DNI) antes de cobrar, na quarta-feira, o equivalente a 64 euros, na região de Huancavelica, no sul do país, onde reside.

Segundo informação do programa Pensão 65, Taipe cumpriu 116 anos a 20 de dezembro e é três meses mais velha do que a japonesa Misao Okawa, considerada pelo Guiness como a mulher mais velha do mundo.