O Partido Comunista chinês ordenou aos seus altos funcionários para não fumarem em público, a fim de melhorar a imagem dos políticos nacionais e ajudar a consciencializar os fumadores para o perigo do tabaco.

Os funcionários do Governo serão proibidos de fumar ou de oferecer cigarros durante atos oficiais, bem como de usar fundos públicos para comprar tabaco, de acordo com uma nova circular do Partido Comunista chinês, citada esta segunda-feira pela agência Xinhua.

«Alguns altos funcionários fumam em lugares públicos, o que não só prejudica o meio ambiente e a saúde, como também a imagem do partido, das instituições e dos líderes», refere a nota oficial.

A China é o maior produtor e consumidor mundial de tabaco, com 300 milhões de fumadores.