O parlamento da Macedónia foi dissolvido durante esta madrugada, abrindo assim caminho à realização das eleições antecipadas, que estão marcadas para 5 de junho.

As legislativas antecipadas na Macedónia já estiveram previstas para 24 de abril, mas foram adiadas em fevereiro na sequência de ameaças de boicote pela oposição e da mediação dos Estados Unidos e da União Europeia (UE).

No entanto, o maior partido da oposição, o social-democrata SDSM, continua a assegurar que não participará nas eleições, por considerar que se mantêm os problemas com o recenseamento eleitoral e a nível da liberdade de imprensa.