Uma carrinha suspeita, sem placa de matrícula e carregada com botijas de gás, foi descoberta na madrugada de sábado para domingo, em Paris, perto da catedral de Notre-Dame. Várias detenções foram levadas a cabo esta quarta-feira, relacionadas com essa descoberta.

A descoberta está a ser investigada pela Secção Antiterrorista da Brigada Criminal dos Serviços Secretos. A carrinha continha pelo menos seis botijas de gás. Cinco estavam cheias, na parte de trás da carrinha, e uma estava vazia, no banco da frente.

A viatura estava sem qualquer ocupante, como se estivesse abandonada”, disse fonte ligada à investigação, citada pelo Le Figaro.

 

As botijas não estavam ligadas a qualquer detonador ou a qualquer fonte de ignição.”

A viatura foi passada a pente fino, numa tentativa de chegar aos ocupantes da viatura. Esta quarta-feira, as autoridades anunciaram a detenção de várias pessoas, sem precisar o número. As autoridades estão a encarar o caso de forma muito “séria”, dentro do atual contexto de ameaça terrorista. 

As autoridades acreditam que o Daech pode passar à fase dos carros-bomba em França.

França continua em estado de alerta, depois dos atentados do início do verão. Este ano, a Braderie, uma tradicional feira de rua que se realiza todos os anos na cidade de Lille, em França, não se realizou por razões de segurança.

A 14 de julho, 84 pessoas morreram, em Nice, quando um terrorista atirou com um camião para cima de uma multidão que se preparava para assistir aos fogos comemorativos do dia nacional de França.Também o assassinato de um padre, na Normandia, levado a cabo por um jovem que disse fazer parte do Estado Islâmico fez aumentar as preocupações de segurança.