Sete soldados paquistaneses foram mortos esta terça-feira por tiros disparados a partir do Afeganistão visando um posto fronteiriço na região tribal de Waziristão Sul, anunciou o exército em comunicado.

A natureza dos tiros não foi especificada, não tendo sido também facultadas informações sobre se terão sido disparados por forças afegãs ou rebeldes, como os talibãs, muito ativos ao longo da fronteira porosa e instável entre os dois países.

Esta não é a primeira vez que um incidente deste género acontece na fronteira dos dois países.

Segundo o Voice of America, já em Agosto, o Paquistão tinha protestado junto do embaixador afegão sobre um ataque "sem provocações" que matou três soldados paquistaneses na fronteira. Um dia antes, tinha sido a vez do Afeganistão protestar junto do embaixador paquistanês devido a tiros vindos do Paquistão que mataram oito soldados afegãos.