O ministro do Interior da província paquistanesa de Punjab morreu durante um ataque suicida à sua residência, onde decorria um encontro político, anunciaram este domingo as autoridades provinciais.

Shuja Khanzada ficou soterrado nos escombros do telhado do edifício, que desabou na sequência do ataque em Shadi Khan, uma aldeia situada a cerca de 70 quilómetros a noroeste da capital Islamabad, segundo as autoridades, que são citadas pela Lusa.

No ataque morreram pelo menos 14 pessoas, disse em conferência de imprensa o comissário da polícia Zahid Saeed.

O ataque foi realizado por dois atacantes que conseguiram entrar na residência, apesar de haver segurança.

Segundo Mohammad Ashfaq, chefe das forças de socorro, os homens detonaram as bombas já no edifício. 

O ministro estava preso com outras pessoas sob os escombros provocados pela explosão que derrubou o telhado do edifício situado em Shadi Khan, no distrito de Attock.