atentado do ano passado, em Peshawarvencedora do Prémio Nobel da Paz de 2014



AFP

“Eu vi o meu professor a ser queimado vivo nesse incidente, assim como os amigos com quem brincava”, recordou um dos sobreviventes, Nawaz. “Eu estava rodeado dos corpos desses meus amigos que foram mortos. Por isso foi a experiência mais horrível da minha vida e com a qual ainda tenho pesadelos”.




The Guardian



atentados de 13 de novembro

“Estão a acontecer estes ataques terroristas, por exemplo o que aconteceu em Paris e em Peshawar há um ano. Não é precisa melhor educação apenas no Paquistão, mas em todo o mundo. Se queremos acabar com o terrorismo precisamos de ter educação de qualidade, para derrotar a mentalidade terrorista e o ódio”.


trágicos e cheios de ódio