O papa Francisco reuniu-se hoje com o seu «conselho de ministros» para deliberar sobre projetos concretos para a reforma da Cúria, que poderá estar finalizado em fevereiro, revelaram fontes próximas do Vaticano.

Esta reforma poderá fazer desaparecer vários conselhos pontifícios, fundindo-os em entidades maiores.

O objetivo do papa é racionalizar e modernizar uma administração que é muito dispendiosa. Esta reforma exigirá uma profunda reformulação para encontrar novas atribuições a cardeais e funcionários laicos cujos postos de trabalho tenham desaparecido.