O Papa Francisco feriu-se no rosto, este domingo, no último dia de visita à Colômbia, quando o papamóvel que o transportava fez uma travagem mais brusca, noticia a agência Reuters. Francisco perdeu o equilíbrio e sofreu ferimentos ligeiros na face e na sobrancelha esquerda, quando passava pelo bairro de San Francisco, na cidade de Cartagena, onde abençoou a construção de moradias populares.

Imagens vídeo descritas pela Reuters mostram o líder a Igreja Católica a bater com a cara numa barra vertical na viatura descapotável e algumas gotas de sangue nas suas vestes. O Sumo Pontífice levou a mão e recebeu um lenço de um dos seguranças para se limpar.

O Papa recebeu assistência do comandante da polícia do Vaticano, Doménico Giani, tendo depois prosseguido o seu programa em Cartagena das Índias.

O Vaticano confirma que o líder máximo da Igreja Católica foi assistido com gelo e prosseguiu a visita. 

O Papa está bem, magoou-se no vidro do papamóvel, tem um golpe por cima da sobrancelha e da maçã do rosto e foi-lhe aplicado gelo”, disse o porta-voz da Santa Sé, Greg Burke.

 

Levei um murro. Estou bem, não sinto nada", gracejou Francisco, mais tarde, ao visitar uma casa no bairro de San Francisco.

Neste bairro da cidade de Cartagena, Francisco pediu a bênção para os que ajudam os mais desfavorecidos.

O líder da Igreja Católica chegou à praça de São Francisco, naquele bairro, um dos mais pobres da cidade, onde residem essencialmente habitantes afro colombianos, e ali pronunciou uma breve oração.

Veja tambémPapa deixa mensagem de alegria e esperança aos colombianos

O Papa saudou dezenas de habitantes do bairro e visitou a casa de Lorenza, uma mulher que se dedica a dar abrigo a pessoas de São Francisco.

Francisco regressou depois ao papamóvel para se dirigir para a igreja de São Pedro Claver, no centro histórico de Cartagena, onde rezará perante as relíquias do jesuíta espanhol do século XVII e fará a oração do Angelus.