Shimon Peres foi levado de emergência para o Sheba Medical Centre, em Tel Hashomer, nos arredores de Telavive.

De acordo com informações avançadas pelo seu gabinete, Peres terá sofrido um acidente vascular cerebral. Mantém-se lúcido, consciente e estável.

Com 93 anos, Shimon Peres esteve no mesmo hospital em janeiro, onde foi submetido a uma intervenção cirúrgica devido a um pequeno ataque cardíaco e continuava a receber tratamentos regulares.

Nobel da Paz

O veterano político israelita desempenhou os mais importantes cargos no país, desde que este foi fundado após a II Guerra Mundial, em 1948.

Shimon peres foi duas vezes primeiro-ministro e também presidente de Israel, cargos que ocupou entre 2007 e 2014.

Em 1994, foi-lhe atribuído o Nobel da Paz, a par com o então primeiro-ministro israelita Yitzak Rabin, posteriormente assassinado, e com o líder palestiano Yasser Arafat, igualmente já desaparecido. O prémio foi justificado com o papel dos três nos acordos de paz conseguidos em Oslo, que permitiram a criação de um Estado independente na Palestina.

Nos últimos anos, apesar da idadae avançada, Shimon Peres mantinha atividade pública à frente da sua organização não-governamental Peres Centre for Peace, que apresenta o propósito de estreitar relações entre Israel e a Palestina.