O Vaticano divulgou, esta terça-feira, o vídeo das intenções do Papa Francisco para o mês de maio. No vídeo o Sumo Pontífice apela ao respeito pelas mulheres e lembra que tem sido feito "muito pouco pelas mulheres que se encontram em situações muito duras, desprezadas, marginalizadas e até reduzidas à escravidão".

É inegável a contribuição da mulher em todas as áreas do agir humano, a começar pela família. Mas reconhecê-la... É suficiente? Temos feito muito pouco pelas mulheres que se encontram em situações muito duras, desprezadas, marginalizadas e até reduzidas à escravidão".

O Papa Francisco continua, afirmando que deve ser condenada "a violência sexual que as mulheres sofrem" e eliminados "os obstáculos que impedem a sua inserção plena na vida social, política e económica".

Se considera que isto é justo, faça este pedido comigo para que, em todos os países do mundo, as mulheres sejam honradas e respeitadas, e seja valorizada a sua imprescindível contribuição social”.