A apresentadora de televisão e atriz norte-americana Oprah Winfrey poderá candidatar-se à presidência dos Estados Unidos da América, em 2020. O que nunca foi confirmado pela apresentadora parece ser agora uma hipótese, segundo indicam algumas fontes próximas da também atriz. Nas redes sociais e na imprensa norte-americana, muitos consideram que o discurso feito, no passado domingo, nos Globos de Ouro, foi um sinal de que vai mesmo entrar na corrida para a Casa Branca.

Ao longo dos anos, pelo menos até agora, Oprah tem vindo a contrariar qualquer ideia de que isso possa vir a acontecer.

Em março do ano passado, o apresentador de televisão norte-americano David Rubenstein questionou-a sobre se já tinha pensado em candidatar-se e se acreditava nas suas hipóteses de vencer. Sem nunca mencionar o nome de Donald Trump, lembrou-a de que não precisa de ter experiência política para liderar a Casa Branca.

“Foi isso que pensei. Eu pensei «oh, eu não tenho experiência, não sei o suficiente». Mas agora penso «oh!»”.

Passado um mês, mantinha a sua posição.

“Eu nunca vou concorrer. É uma decisão definitiva”, declarou numa entrevista ao Hollywood Reporter, em junho do ano passado.

No entanto, em setembro partilhou no Twitter um artigo do New York Post, com o título “a melhor esperança dos democratas para 2020: Oprah”.

Em forma de brincadeira, a possibilidade de candidatura para Presidente surgiu de novo. Desta vez pelo apresentador dos Globos de Ouro. Na abertura do espetáculo, Seth Meyers relembrou o momento em que ridicularicou Donald Trump por considerar a hipótese de ser presidente dos EUA.

“Alguns disseram que foi isso que o convenceu a concorrer. Portanto, se isso for verdade, só quero dizer «Oprah, nunca vais ser presidente! Não tens aquilo que é preciso». Agora, esperamos para ver”, brincou Meyers.

O discurso de Oprah na 75ª cerimónia, sobre o abuso sexual e o feminismo, foi muito aplaudido por todas as caras conhecidas de Hollywood presentes.  

A partir daqui, as suspeitas de que este possa ter sido o primeiro passo na candidatura à Casa Branca aumentaram.

“O discurso dos Globos de Ouro foi, sem dúvida, o primeiro passo no caminho político. Agora temos de ver se ela o vai continuar a percorrer”, declarou Chris Cillizza, jornalista na CNN.

Também o companheiro de Oprah afirma que a estrela da televisão já considerou a possibilidade de poder vir a candidatar-se.

“Depende das pessoas. Sem dúvida que ela o faria”, afirmou Stedman Graham ao Los Angels Times, no passado domingo.

Dois amigos da apresentadora, de forma anónima, declararam à CNN que as pessoas próximas de Oprah a têm incentivado a concorrer para a Casa Branca, em 2020. A discussão, que deverá estar a acontecer há vários meses, ainda não terá convencido a popular apresentadora a chegar a uma decisão final.

Oprah Winfrey, de 63 anos, conta já com diversos prémios Emmy, graças ao The Oprah Winfrey Show, o programa que terminou em 2011. Desde então, tem-se dedicado a projetos pessoais. Em 2008, apoiou a candidatura de Barack Obama à presidência dos EUA e em 2016 fez o mesmo por Hillary Clinton. Agora, permanece ainda a dúvida sobre se vai entrar na corrida para a Casa Branca.