A Organização para a Proibição das Armas Químicas (OPAQ) anunciou, esta segunda-feira, a saída da Síria das últimas armas químicas declaradas pelo regime à comunidade internacional, podendo iniciar-se o processo de destruição.

«No momento em que vos falo, o navio (que transporta as armas químicas) acabou de sair do porto de Latakia», disse em conferência de imprensa o diretor executivo da OPAQ, Ahmet Uzumcu.

«A retirada das reservas de precursores e outros produtos químicos era uma condição fundamental do programa de eliminação das armas químicas sírias», acrescentou.