Mais de 50 mil crianças podem morrer em breve de fome ou doenças no Sudão do Sul, devastado por seis meses de guerra civil, alertou hoje a ONU, reclamando mil milhões de dólares para ajudar a população.

«Os objetivos imediatos da operação humanitária são o de salvar vidas e evitar a fome», diz um comunicado das Nações Unidas divulgado hoje.

Acrescenta o comunicado que «muitas comunidades não podem mais cultivar ou cuidar dos animais e o risco de fome é elevado» e que em algumas regiões do país, «de difícil acesso, há pessoas há a morrer de fome».