As Nações Unidas garantiram na noite de sexta-feira terem garantias que os 44 capacetes azuis capturados nos Montes Golã por rebeldes sírios estão em segurança e sem problemas de saúde, disse um porta-voz da organização.

Além dos 44 capacetes azuis das ilhas Fiji capturados, outros 72 soldados naturais das Filipinas estão impedidos de abandonar as instalações que ocupam na região depois dos rebeldes terem assumido o controlo da passagem de Quneitra, que liga as partes síria e israelita dos Montes Golã.

Os soldados integram as forças das Nações Unidas que desde 1974 são responsáveis pela monitorização da região e que tem atualmente cerca de 1.200 militares de países como a Índia, Irlanda, Nepal e Holanda.