A Coreia do Norte avisou a ONU que a imposição de novas sanções, após os recentes testes com mísseis balísticos, só vai fazer acelerar o programa nuclear do país.

O aviso foi divulgado pela agência norte-coreana KCNA, que cita um porta-voz do ministro dos Negócios Estrangeiros.

As últimas sanções impostas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas são vistas pelo governo norte-coreano como o ato hostil mais “perverso, antiético e desumano” já aplicado à Coreia do Norte, desenhado para eliminar “fisicamente as pessoas da Coreia do Norte, assim como o governo”.

Esta é a resposta da Coreia do Norte à iniciativa dos EUA, que passou no Conselho de Segurança da ONU, que exige mais sanções ao país liderado por Kim Jong-un, que incluem a proibição de importação de têxtis e um controlo à venda de petróleo e combustíveis.

Esta segunda-feira, os EUA e a Coreia do Sul realizaram um ensaio militar que testou um eventual bombardeamento ao país.