O Secretário-Geral das Nações denunciou esta sexta-feira o «massacre de civis» pelos jihadistas do Estado Islâmico no norte do Iraque.

«Todas as grandes religiões visam a paz e a tolerância», declarou Ban Ki-moon na 60.ª conferência da Aliança das Civilizações da ONU que começou na ilha indonésia de Bali.

Por isso, explicou o líder das Nações Unidas, está «particularmente indignado com os relatórios de massacre de civis no Iraque por parte do Estado Islâmico».