Três capacetes azuis foram mortos, nesta sexta-feira, e outros 30 ficaram feridos num ataque ao campo das Nações Unidas (MINUSMA) em Kidal, no Mali, feito por jihadistas, relatam as agências internacionais.

“O nosso campo em Kidal foi atacado esta manhã por terroristas. Ripostamos, mas três capacetes azuis foram mortos e outros 30 ficaram feridos”, disse à France Presse (AFP) fonte daquela força de segurança.

A informação foi também confirmada por um militar guineense da missão MINUSMA, que precisou que os capacetes azuis mortos pertenciam àquele contingente.

Em declarações à agência Reuters, o porta-voz da CMA, Coordenação dos Movimentos de Azawad, que integra os principais grupos rebeldes do norte do Mali, contou, ainda, que "a MINUSMA está debaixo de fogo" e que a morte dos capacetes azuis terá origem na "explosão de um carro-bomba".