Quase um ano depois, foram divulgadas novas imagens de Omran Daqneesh, o rapaz de três anos que se tornou um símbolo do sofrimento da guerra civil na Síria.

As imagens foram publicadas nas redes sociais por uma jornalista da televisão pró-governamental síria, onde podemos ver o menino sentado ao colo do pai, visivelmente diferente, mas de boa saúde.

No ano passado, uma imagem de Omran, ensanguentado e sentado numa ambulância após um ataque aéreo, tornou-se viral.

A criança vive agora em Aleppo, cidade que está sob o controlo das forças de Bashar al-Assad, juntamente com os pais e os dois irmãos.

As fotografias e o pequeno vídeo que foram divulgados por Kinana Alloush nas redes sociais marcam a primeira vez que Omran aparece em público desde o incidente.

No vídeo, o pai de Omran diz não ter ouvido o avião sobrevoar a casa antes do bombardeamento e admite que recusou ofertas para deixar a Síria. Mais tarde, confessou que viu-se obrigado a mudar o nome do filho e o seu corte de cabelo, para o proteger dos rebeldes e dos meios de comunicação social.