O dirigente do grupo Estado Islâmico Omar al-Shishani, conhecido como ‘Omar o Checheno’, poderá ter sido morto na sequência de um bombardeamento aéreo norte-americano na semana passada, na Síria, disse esta terça-feira fonte do Pentágono.

“As primeiras avaliações indicam que ele, provavelmente, foi morto, juntamente com 12 outros combatentes” do grupo jihadista, revelou o responsável norte-americano.

‘Omar o Checheno’, cujo nome verdadeiro é Tarkhan Tayumurazovich Batirashvili, é de nacionalidade georgiana, segundo o Pentágono.