O Tribunal Penal Internacional apelou às autoridades sul-africanas para deterem o presidente do Sudão, Omar Al-Bashir, que este domingo chegou a Joanesburgo para participar numa cimeira da União Africana (UA).

O presidente do TPI "apela à África do Sul, que sempre contribuiu para reforçar o Tribunal, para não poupar quaisquer esforços para assegurar a execução dos mandados" contra Al-Bashir, procurado pelo TPI desde 2009 por crimes de guerra e contra a humanidade cometidos durante o conflito do Darfur em em 2003.

As autoridades sul-africanas em Joanesburgo recusaram confirmar a chegada hoje de Al-Bashir para participar na cimeira de dois dias da UA, mas a televisão sul-africana afirmou que o presidente do Sudão foi saudado pelas autoridades sul-africanas e por diplomatas sudaneses.