O grupo islâmico Hamas, sediado em Gaza, e a Organização para a Libertação da Palestina (Fatah), do Presidente Mahmoud Abbas, anunciaram um pacto de união das duas organizações rivais, avançou a agência Reuters.

Numa conferência de imprensa conjunta realizada esta quarta-feira na Faixa de Gaza, os dois grupos anunciaram que o pacto tem em vista a formação de um governo (coligado) dentro de cinco semanas e marcar eleições para seis meses após o voto de confiança do parlamento palestiniano.

Segundo a BBC, a união dos dois grupos chega após o colapso das conversas de paz entre o Fatah e Israel.

Esta não é a primeira vez que o Fatah e o Hamas se tentam reconciliar, após a separação de 2007, mas nunca haviam chegado a acordo.

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, afirmou que o presidente palestiano, Abbas, preferiu a paz com o Hamas em vez de Israel.