Um telescópio gigante do observatório de La Silla, Chile, conseguiu captar novas imagens do «Olho de Deus». A espiral de gás e pó resultantes da explosão de uma estrela, tem realmente a forma de um olho, é tão grande que demoraria dois anos e meio a atravessar de um lado ao outro.

Situada na constelação de Aquário, a 700 anos-luz da terra, pode ser vista da Terra até através de telescópios amadores.

Um equipamento topo de gama conseguiu estas imagens tão detalhadas, que permitem ver galáxias distantes no centro do olho.