Os testes realizados pelas autoridades norte-americanas afastam a hipótese da faca alegadamente encontrada junto da antiga propriedade de O.J. Simpson ter sido usada no assassinato da ex-mulher, Nicole Brown, e do amante, em 1994.

Não sabemos se a faca é uma farsa, mas não está relacionada com os crimes”, disse fonte do departamento da polícia Los Angeles à Reuters, baseada nos testes realizados.

Em fevereiro, a polícia de Los Angeles recuperou uma faca alegadamente descoberta junto da propriedade do ex-jogador de futebol americano em 1994, que poderia estar relacionada com os homicídios de Nicole Brown e Ron Goldman.

A faca teria sido entregue por um construtor civil a um polícia, reformado desde o final da década de 1990, sem quaisquer vestígios de sangue. Ainda assim, o agente resolveu guardá-la como "recordação" daquela que viria a ser um dos casos judiciais mais mediáticos dos EUA.

Nicole Brown e Ron Goldman foram esfaqueados em 1994 na moradia da ex-mulher de O.J. Simpson. O ex-jogador de futebol americano era o principal suspeito mas a arma do crime nunca foi encontrada, e por isso Simpson foi absolvido. Atualmente O.J. Simpson cumpre 33 anos pena de prisão, desde 2007, por envolvimento num assalto a um casino em Las Vegas, que lhe valeu uma série de acusações entre as quais a de sequestro e de assalto à mão armada.