A mulher que recentemente deu à luz oito gémeos na Califórnia é agora disputada por duas sociedades rivais de produção de filmes pornográficos, uma das quais lhe propôs um milhão de dólares por um papel, escreve a Lusa.

Nadya Suleyman, 33 anos e solteira, está já no centro de uma polémica mediática e médica por ter conseguido que lhe fossem implantado oito embriões numa altura em que não trabalhava e já tinha seis filhos, também eles concebidos por inseminação artificial.

Nadia suscita um interesse excepcional

A sociedade Vivid Entertainment, com sede em Los Angeles e primeiro produtor mundial de filmes X, anunciou esta quinta-feira ter oferecido à mãe dos óctuplos um milhão de dólares e um ano de seguro de saúde se ela aceitar desempenhar o papel principal num filme pornográfico.

«Nadia suscita um interesse excepcional e nós podemos ajudá-la a tirar partido disso fornecendo a sua conta no banco», explicou o co-presidente da Vivid, Steven Hirsch.

Mas uma sociedade concorrente, contra-atacou, propondo a Nadya Suleyman fornecer durante um ano as fraldas para os seus oito gémeos, o que ela recusou.

«Não é para o seu bem e, mais importante ainda, para o bem dos seus filhos tornar-se uma estrela do X», explica o director de Pink Visual, Kim Kysar, numa carta à jovem mãe esta quinta-feira divulgada.

As fraldas reutilizáveis em tecido propostas «não valem um milhão de euros mas aceitar a nossa oferta beneficiará directamente os seus filhos de duas maneiras: eles terão a certeza de ter fraldas limpas e secas e a sua mãe não será alvo de um ridículo sem fim», prossegue a carta.