Mais de 20 jihadistas do Estado Islâmico morreram nos ataques aéreos de sábado das forças da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos na cidade de Raqaa,na Síria.

A agência de notícias EFE noticia que, "pelo menos, 23 jihadistas" morreram nos 17 ataques aéreos. Dezenas ficaram feridos, alguns deles gravemente, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

As forças da coligação “atingiram, com êxito, múltiplos alvos” em Raqqa, destruindo estruturas do grupo Estado Islâmico e rotas de trânsito.

Ataques levados a cabo precisamente no Dia da Independência, nos Estados Unidos, 4 de julho, e, junto à Casa Branca, o presidente Obama agradeceu aos militares:

“Neste dia, damos graças a todos aqueles que todos os dias tanto fazem para defender o nosso país, para defender a nossa liberdade”, frisou o Presidente norte-americano no seu discurso.