Um tribunal austríaco decidiu a favor de um homem que gastou milhares de euros em máquinas de jogo, ao determinar que o indivíduo tinha um problema de adicção e devia ser reembolsado, divulgou esta quinta-feira o seu advogado.

O homem afirmou ter gastado cerca de 800 mil euros nestas máquinas, conhecidas como ‘slot machines’ e muito frequentes em vários locais em Viena, entre 2006 e 2010.

«O tribunal reconheceu que ele estava sob incapacidade contratual devido à sua dependência, atestada por um psiquiatra», explicou o advogado Christoph Naske, indicando que o seu cliente irá receber um reembolso de quase 440 mil euros.


O juiz civil deliberou a nulidade dos atos de jogo e ordenou o reembolso, uma decisão «muito rara», salientou o advogado.

«Ao contrário dos casinos, não é possível em Viena interditar o acesso de alguém a uma sala de ‘slot machines’. Estas máquinas encontram-se em vários locais, incluindo estações de serviço», referiu Christoph Naske.


O operador das máquinas visado no processo, o grupo Novomatic, vai recorrer da decisão, divulgou entretanto o diário austríaco Kronen Zeitung.

As autoridades municipais de Viena decidiram em novembro passado proibir a exploração deste tipo de máquinas em recintos públicos, à exceção dos casinos.

Esta decisão entrará em vigor a partir de 01 de janeiro de 2015. Estas máquinas de jogo são encaradas como um fator agravante de pobreza.

Na capital austríaca existem cerca de 2.600 ‘slot machines’ em recintos públicos, de acordo com estimativas locais.