Pelo menos quinze pessoas morreram, esta terça-feira, depois de uma mulher bombista ter detonado numa paragem de autocarro, em Potiskum, na Nigéria.
 
Segundo informa a Reuters, a mulher tentou força a entrada num autocarro e ao não conseguir detonou o engenho explosivo, adiantaram duas testemunhas à agência de notícias.
 
A explosão causou a morte a 15 pessoas e feriu 53, segundo adiantaram fontes hospitalares.

No domingo, uma rapariga aparentando sete anos fez-se explodir num mercado também na cidade de Potiskum, no nordeste da Nigéria, matando mais cinco pessoas, contaram à agência noticiosa AFP testemunhas do atentado suicida.

A explosão aconteceu no mercado de Kasuwar Jagwal, dedicado à venda e reparação de telefones, na capital económica do Estado de Yobe, um dos três mais afetados pelos ataques do grupo terrorista Boko Haram.

A criança acionou o cinto de explosivos que levava à cintura, indicaram as testemunhas, segundo as quais a bombista suicida parecia ter cerca de sete anos.​