O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou a oposição de preparar ações violentas para impedir a realização das eleições municipais de 08 de dezembro e advertiu que irá para a prisão quem não reconhecer os resultados eleitorais.

«O primeiro que não reconheça [os resultados das] eleições e tentar gerar violência vai diretamente para a prisão e vai pagar caro, muito caro», alertou.

Nicolás Maduro falava, no sábado, em Caracas, numa alocução transmitida pela televisão estatal venezuelana, durante a qual sublinhou que «chova ou troveje na Venezuela haverá eleições».