O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse esta quarta-feira que vai apresentar um “conjunto de ações jurídicas internacionais” em Espanha para acabar com uma alegada “campanha de guerra psicológica” contra o país sul-americano.

“É espantosa a campanha de guerra em Espanha, eu convoquei o nosso embaixador em Madrid [Mario Isea], (ele) está aqui em Caracas, [e eu] estou a preparar um grupo de juristas espanhóis, europeus e venezuelanos, e vou também fazer um conjunto de ações jurídicas internacionais em Espanha, na Europa, para que a honra da Venezuela seja respeitada”, disse Maduro, citado pela agência EFE.

O Presidente da Venezuela afirmou, no seu programa de rádio e televisão “Em contacto com Maduro”, que com estas ações legais vai pedir “o fim desta campanha de guerra psicológica” na qual se “injeta ódio” para justificar “qualquer ação violenta e de guerra contra o país”.