O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, instou este domingo os trabalhadores a declararem-se em rebelião e a iniciarem uma greve geral por tempo indeterminado se a oposição chegar ao palácio presidencial de Miraflores.

Se a oligarquia, algum dia, disser algo contra mim e conseguir tomar este palácio, por uma via ou por outra, ordeno-vos - a vocês, homens da classe operária - a declararem-se em rebelião, a fazer uma greve geral indefinida, até conseguir a vitória", disse.

Nicolás Maduro falava em Caracas, junto ao palácio de Miraflores, no final de uma marcha de venezuelanos afetos à revolução bolivariana que assinalou o Dia do Trabalhador.