A companhia ferroviária “Network Rail” publicou imagens das câmaras de vigilância, que mostram um grupo de pessoas a tirarem fotografias e a conversar numa passagem de nível, em Inglaterra, para alertar as pessoas para os perigos das selfies.

De acordo com a empresa, os comportamentos negligentes são recorrentes, por isso é hora de atuar de uma forma mais rígida, através da divulgação de imagens.

Os incidentes ocorreram a 30 de agosto, na passagem de nível da estação de Matlock Bath, em Derbyshire, quando um grupo de pessoas passou mais de oito minutos na linha do comboio a tirar selfies e a conversar, sendo que duas crianças chegaram mesmo a sentar-se nos carris, enquanto posavam para uma foto.

Martin Brown, assessor de operações de risco da "Network Rail", disse que “os comboios podem vir de qualquer direção, a qualquer momento, por isso distrações como conversar,  enviar mensagens de texto ou tirar fotografias, enquanto se atravessa a linha, aumenta significativamente o risco de um acidente."

A estação encontra-se numa localização pitoresca e foi construída ao estilo de um chalé suíço, facto que pode explicar o interesse das pessoas em tirar fotos naquele local.
 

"Passagens de nível em locais pitorescos e rurais, como Matlock, podem ser encaradas como um bom sítio para tirar fotos, mas o caminho de ferro não é um campo de jogos".


Na sequência da divulgação das imagens, a “British Transport Police” aumentou as patrulhas na área, estando a tentar falar com as pessoas em causa para as fazer refletir sobre o "comportamento irresponsável e perigoso”.
 

 "Já tive de informar  famílias que os seus entes queridos não vão voltar para casa, devido a incidentes como este.  São situações de partir o coração", confessa o inspetor Eddie Carlin.