O secretário-geral da NATO disse esta segunda-feira em Bruxelas ainda não ter qualquer prova de que a Rússia começou a retirar as suas tropas junto à fronteira com a Ucrânia, após declarações de Vladimir Putin nesse sentido.

«Infelizmente devo dizer-vos que não temos qualquer prova de que a Rússia tenha começado a retirar», afirmou Anders Fogh Rasmussen, na sua conferência de imprensa mensal.

O líder da Aliança Atlântica assinalou que esta é «a terceira declaração de Putin, mas ainda não se viu qualquer retirada».