O Governo norte-americano alertou, na sexta-feira, os seus cidadãos para possíveis ataques terroristas durante o Mundial de Futebol, aconselhando-os a "reconsiderarem" as deslocações à Rússia.

Embora a segurança para o Mundial de Futebol seja extensa, os terroristas podem atacar estádios, as zonas 'Fan Fest', locais turísticos, centros de transporte, mercados e centros comerciais, assim como instalações do Governo", alertou.

O Departamento de Estado norte-americano alertou que "acontecimentos internacionais em grande escala, como o Mundial de Futebol, são um alvo atrativo para os terroristas".

Os EUA mantiveram a Rússia no nível de alerta 3 - numa escala de 4 -, na qual também figuram países como Cuba, Paquistão, Turquia, Honduras e Nicarágua, recomendando aos cidadãos norte-americanos que "reconsiderem os seus planos de viagem".

Na Rússia, os EUA observaram que os cidadãos norte-americanos são frequentemente "vítimas de maus tratos e extorsão" por parte das autoridades.

Os EUA recomendaram que os cidadãos evitem especialmente a região do Cáucaso Norte - Tchetchénia e Monte Elbrus - "por terrorismo e distúrbios" e a Crimeia por "abusos das forças de ocupação".